Quem precisa do Seguro Habitacional? Veja os principais públicos

Confira quem são os três principais clientes do Seguro Habitacional e entenda melhor sobre como conquistar novos públicos para esse tipo de seguro.
Os últimos anos foram marcados por mudanças significativas nos modos de trabalho e na economia como um todo. De acordo com o Ministério da Economia, por exemplo, foram abertos mais de 3,9 milhões de empreendimentos em 2021, com crescimento de 19,8% em relação ao ano anterior.

Nesse contexto, o Seguro Habitacional tornou-se um serviço ainda mais necessário. Ao proteger a quitação de um imóvel financiado, ele garante a tranquilidade da relação entre todos os envolvidos, especialmente da família do mutuário. Além disso, pode ser útil na reposição de um bem, em caso de incêndio ou outro tipo de evento coberto.

Ainda assim, muitos corretores de seguros não conseguem entender quais são os principais públicos a serem atendidos. Por isso, reunimos as características do produto e as melhores dicas para você conseguir atingir esses públicos e aumentar as vendas da sua corretora.

Curiosidades sobre o Seguro Habitacional 

Com crescimento constante, de 12,8%, em 2021, o Seguro Habitacional é um dos mais procurados no segmento de Danos e Responsabilidades e é por meio dele que empresas de diferentes portes garantem seu patrimônio.

No que se refere a pessoas físicas, o crescimento do produto mostra que o sonho da casa própria ainda continua vivo entre os brasileiros. Pesquisa realizada pelo Quinto Andar e DataFolha mostra que 87% dos entrevistados ainda esperam ter essa conquista. Mesmo com o avanço de intermediários não tradicionais, como os sites de compra e venda de imóveis, o seguro continua compatível com um consumidor cada vez mais consciente dos riscos que corre. 

Principais públicos de interesse 

Ao produzir nossa lista, buscamos apontar os principais envolvidos na compra e venda de Seguro Habitacional em todo o país. Com isso, mostraremos um panorama real da comercialização deste seguro no Brasil. Veja mais a seguir. 

Bancos 

Ao contratar o financiamento para seus imóveis, os consumidores são obrigados por lei a adquirirem o Seguro Habitacional. No geral, o banco oferece a opção de seguro habitacional com uma seguradora parceira. Isso pode gerar grandes oportunidades ao corretor, em especial nas regiões mais remotas do país.

Ou seja, os corretores podem chegar, por meio dos bancos, aos seu principal público de interesse: os financiadores de imóveis.

Se os bancos tradicionais não representam uma opção fácil de acesso ao corretor, crescem no país as chamadas fintechs, empresas que buscam unir tecnologia e prestação de serviços financeiros. Unir-se a elas na oferta do Seguro Habitacional é algo relevante, que pode trazer benefícios importantes para as corretoras de seguro com atuação local e regional.

Construtoras 

Apesar de ser muito comum o pedido de crédito para compra de imóveis, em alguns casos isso não se mostra necessário dado o poder aquisitivo do consumidor. E é nesse momento que o papel das construtoras e incorporadoras mais se destaca, pois elas também precisam, obrigatoriamente, oferecer o Seguro Habitacional nos imóveis em construção vendidos diretamente ao consumidor.

Nesse caso, as construtoras precisam incluir o Seguro Habitacional ao parcelar o pagamento da aquisição dos imóveis. Estamos nos referindo a mais de 124,5 mil construtoras e fornecedores desse mercado no Brasil inteiro, segundo dados mais atualizados.

Caso as construtoras não ofereçam o Seguro Habitacional, elas podem ser multadas com o dobro do valor do prêmio desse Seguro, quando definido na legislação, mais uma segunda multa: 10% do bem segurado ou R$ 1.000, o que for maior.

Prefeituras 

Ao oferecerem programas de habitação popular, como o Cohab Curitiba ou o CDHU São Paulo, as prefeituras precisam oferecer ao menos três opções de contratação do Seguro Habitacional e, assim como no financiamento realizado pelos bancos, a compra desse produto é obrigatória e inclusa no valor total da aquisição.

Lidar com o setor público pode ser intimidador para o corretor de seguros, mas o fato é que ele é um grande cliente desse produto, em especial nos grandes projetos de habitação. Estamos falando de mais de 5.568 possíveis compradores, considerando todos os municípios do país. Além deles, temos os órgãos públicos complementares, em especial as áreas de Infraestrutura e Tecnologia.

Seguindo a legislação e estudando bem o seu futuro cliente, é possível ter grandes negócios com o nicho.

Começar a comercializar seguro habitacional é o ponto de virada do corretor de seguros 

Repassando os principais públicos de interesse do corretor de seguros que pretende comercializar o Seguro Habitacional, fica mais fácil perceber as oportunidades, não é?

No fim, o objetivo é levar a segurança necessária para que todos consigam realizar seus sonhos ou projetos.

Se você ficou interessado, é só clicar abaixo.

Quero trabalhar com Seguro Habitacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Confira também estes outros conteúdos: